Desempregados protestam no Rio Grande do Sul

Neste momento (30/04), cerca de 1.100 desempregados e desempregadas organizados no MTD (Movimento dos Trabalhadores Desempregados) saem às ruas das cidades de Porto Alegre, Caxias do Sul e Palmeira das Missões para exigir dos governos federal, estadual e municipais o avanço em negociações com o Movimento.

O MTD entregou à todos os governos propostas concretas para combater o desemprego e gerar, a baixo custo, milhões de postos de trabalho, já em anos anteriores e na atual crise mundial. “Agora, com esta história de crise, aparece bilhões de reais dos governos para salvar banqueiros e grandes empresários. Mas para o povo, é só polícia e miséria. E os empresários ainda aproveitam a desculpa para demitir aos milhares e manter seus lucros estratosféricos”, afirma divulgação do Movimento.

“Exigimos para os trabalhadores a nossa fatia do bolo dessa riqueza, acumulada pelos empresários nos últimos anos, e que foi produzida por nós trabalhadores. Não exigimos mais nenhuma demissão. Os trabalhadores têm propostas concretas para gerar novos postos de trabalho, basta o Estado querer”, garantem os integrantes do MTD.

Na cidade de Porto Alegre, cerca de 500 desempregados iniciam marcha na Avenida Mauá, em direção à Superintendência Regional do Trabalho. Em Palmeira das Missões, 200 desempregados realizam uma ação em frente à Prefeitura Municipal. E em Caxias do Sul, 400 desempregados estão nas ruas cobrando políticas federais e municipais em uma marcha que sai da Praça Riograndense, seguindo para a Avenida Julio de Castilhos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s